23º Encontro Regional do PROLER - Conhecendo os oficineiros: Josiane Geroldi

Josiane Geroldi

Formada em Letras Português e respectivas Literaturas de Língua Portuguesa. Começou os estudos no teatro em 1998 onde atuou nos espetáculos O Fantástico Mistério de Feiurinha (2002); Espolium (2004); O Amor é uma falácia (2006); e Adélia (2007); os três últimos foram espetáculos de pesquisa do GTEU – Grupo de Teatro Expressão Universitária da Unochapecó dirigidos por Clodoaldo Calai. Em 2005 iniciou os estudos sobre a arte narrativa e as práticas da contação de histórias, participou de oficinas de formação de contadores no Sesc Santa Catarina e integrou o Grupo Contarolar atuando nos espetáculos narrativos: “Folclorando”, “Na Trilha do conto” e “ Histórias de bobos e bocós”.

Em 2008 iniciou a pesquisa e compilação das narrativas orais no oeste catarinense, trabalho este inicialmente decorrente da formação em Letras Português e Respectivas Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó/SC, com orientação das professoras Antropólogas Adiles Savoldi e Arlene Renk. Após a conclusão da graduação a pesquisa direcionou o trabalho da narradora para que em 2010 criasse a Cia ContaCausos – Pesquisa e Contação de Histórias dedicando-se a montagem de espetáculos de contação de histórias pautados nos contos populares brasileiros e nas narrativas compiladas em entrevistas.

Em 2012 a Contacausos foi classificada entre as 150 dos modelos de gestão de empreendimentos criativos do Prêmio Economia Criativa do Ministério da Cultura e no mesmo ano foi contemplada com o prêmio Bolsa de Circulação Literária da Biblioteca Nacional/Funarte 2012. Foi finalista no prêmio Rodrigo Melo Franco do IPHAN no ano de 2013, e contemplada com o Edital de Funarte de Ocupação do CEUs das artes em Chapecó/SC 2014. Na Cia, Josiane atua nos espetáculos narrativos: “Esticando as Canelas”, “Tem Coroa, mas não é rei”, “Nem te Conto” (espetáculos selecionados para circulação Estadual pelo projeto BAÚ DE HISTÓRIAS – CIRCUITO CATARINENSE DE NARRATIVAS DO SESC/SC nos anos de 2011, 2013, 2014 e 2016). Integram também o repertório da Cia, espetáculos de pesquisa: “FOI COISA DE SACI” e “Visagem” (a pesquisa e montagem do espetáculo foi contemplada pelo Edital Municipal de Fomento as Linguagens artísticas de Chapecó 2013 e tem direção de Jefferson Bittencourt da Persona Cia de Teatro de Florianópolis/SC).

Em 2017 estreou junto com o contador de causos e violeiro Paulo Freire o espetáculo IMAGINA Só! Os espetáculos narrativos da ContaCausos já foram apresentados em festivais e encontros de contadores de histórias como IV e o VI Festival de Contadores de Histórias de Porto Alegre, Boca do Céu 2014 e 2016, Ecoh – Encontro de Contadores de Histórias de Londrina 2014, 2015 e 2016 e inúmeros eventos literários como Feiras de Livros, Semanas Literárias do Sesc Paraná, Maratonas de Contos e feiras nas unidades do Sesc Santa Catarina. Além de apresentações em bibliotecas, universidades, festivais de teatro, escolas, centros comunitários, projetos sociais e projetos desenvolvidos pela própria Cia.Também tem participado com apresentações, oficinas e cursos de formação de novos contadores de histórias nas unidades do Sesc em diversos Estados brasileiros.

Perfil da autora no Recando das Letras


08 de maio (3ª feira)
19:30h - OFICINA: JOSIANE GEROLDI (30 pessoas)
Tema da oficina: CONTAR HISTÓRIAS NA ESCOLA: Um exercício de humanidade
Ementa da oficina: Instruir para a formação e a sensibilização de professores para as práticas da narração de histórias no ambiente escolar. Propondo discussões sobre a arte narrativa na contemporaneidade, sua importância histórica, social e suas possibilidades artísticas e educativas. O curso ainda prevê atividades práticas de contar, ouvir e brincar, com o intuito de instrumentalizar os professores para realização de atividades e experiências significativas envolvendo a prática da contação de histórias, mediação de leitura e formação de leitores.

Comentários

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *